5.11.07

Anistia

Ao escrever no post anterior eu falei de "vans e ônibus porta-escravos", lembrei de mais uma: há alguns meses, o governo do UAE promoveu uma grande campanha de anistia a trabalhadores ilegais. Com isso, dezenas de milhares de trabalhadores ilegais - a maioria paquistaneses e indianos - receberam a chance para legalizar sua situação e voltar para seu país de origem.

Foi um esforço tremendo: companhias aéreas oferecendo vôos adicionais a preços mais cômodos, instituições de caridade levantando fundos para pagar passagens aéreas para os mais necessitados. Teve até vôo gratuito. Por fim, dada a impossibilidade de processar o visto de tanta gente, o processo foi estendido até 3 de novembro.

Durante este período, eu estava me perguntando de que maneira essa anistia afetaria a minha vida. Não foi necessário esperar muito:

1) Nos últimos dias da anistia, o funcionário sri-lanquês (sri-lankers? sri-jonsters?! Sri-lankators???!) da imobiliária que coletava o meu aluguel e o dos demais inquilinos subalocados (ilegalmente) em várias das casas geridas por ela aproveitou a anistia e resolveu para seu país. Não avisou ninguém e levou consigo 25 mil dirhams em dinheiro-vivo coletado dos inquilinos e não repassados à imobiliária. Obviamente, a imobiliária não teve como dar queixa na polícia;

2) De quebra, levou consigo sua esposa e outros funcionários, que juntos coordenavam a limpeza das casas alugadas. Resumo: agora eles precisaram contratar serviços de uma empresa especializada de limpeza. Eles prometem limpeza 2x por semana, na prática, ela está ocorrendo 2x por mês;

3) o serviço de entrega de um restaurante perto de casa ficou suspenso por algumas semanas. A justificativa: "estamos resolvendo uma questão de visto do nosso entregador";

4) está chegando a época de renovar o meu aluguel. Tudo indica que o aumento será de pelo menos 17% após 6 meses. A justificativa: "o dono da casa quer aumento", "a manutenção ficou mais cara", ... compreensível, né? Afinal, 3.000 reais em média de aluguel de cada morador de cada casa é realmente uma quantia insuficiente para pagar visto e salário de fome para o sujeito da limpeza e manter o sagrado lucro.

É isso pessoal. Trabalho quase-escravo ilegal sustentando lucros astronômicos é também Dubai, Dubai Futebol Clube.

3 comentários:

Serigrafia Mocambicana disse...

ai sheik, continuo em dubai, mandei um comentario doutra vez e axo k nao apanhaste, mas enfim gostaria de saber quais sao os melhores lugares para uma boa noite aki em dubai..


obg.

abraco ai

sidneytaju@gmail.com

Daniel disse...

Fala Sheik...Aqui é o Daniel (Cunhado do Carlos Zorzin)..
To morrendo de saudades dessa terra "quente" e tanto é que estou planejando a minha Lua-de-mel por aí...a minha noiva ainda nem sabe....Fiquei com saudades de vocês e resolvi escrever um pouco..... (Você, Guiliano e a sua esposa e a trupe de portugas, que acabei conhecendo graças a vocês).

Segue o meu grande abraço e aguardo respostas suas....

P.S. Manda um abraço Geral na galera....e até a próxima....

R.Lins disse...

Luís

poderia me dizer quais as chances para um Dentista nesta Terra distante?