5.9.06

Tempestade de areia

Neste exato momento, presencio um fenômeno da natureza que realmente desconhecia: uma tempestade de areia.

É engraçado, pois sempre que pensava em uma tempestade de areia, pensava em um ventinho sujo, mas o que vejo aqui é algo impressionante: de repente, tudo escureceu, mas permaneceu em silêncio.

Os ocidentais foram todos para a janela, e os árabes permaneceram sentados, rindo. Ficou tudo cinza lá fora, ou foi bege? O fato é que uma nuvem de areia de algumas centenas de metros de altura cobriu a paisagem e já não vejo nada lá fora: nem o prédio do Hard Rock Café, tampouco os pilares da construção ali embaixo na esquina.

Neblina! Encontrei a palavra. Parece uma neblina, só que é areia.

4 comentários:

Granella disse...

Oi Luisão, tudo bem por aí? Desculpe não ter ido ao seu passeio de despedida pela Imigrantes, afinal foi dia dos pais e fui para Ibitinga.
Abraços,
Granella

P.S.: Não vai mais colocar fotos no seu blog?

Anônimo disse...

Estamos levemente ansiosos por notícias do homem que presenciou uma tempestade de areia e nunca mais escreveu....

Mark disse...

podia ter tirado uma foto! hehe

veri disse...

Nossa, já pensou nessa areia toda no seu cabelo?
Ia virar um emaranhado só!