28.9.06

O que muda com o Ramadã

- Todos os muçulmanos passam a jejuar (sem comer, beber, fumar ou fazer sexo) desde o momento em que o sol nasce até o momento em que o sol se põe;

- As pessoas se saúdam com as frases “Ramadan Kareem!” e “Ramadan Mubarak!”

- Os mais empolgados mandam e-mails religiosos enormes para toda a empresa, enaltecendo as virtudes do Profeta (PBUH);

- As noites passam a ser de festas. Amigos convidam amigos para o Iftar – a refeição de quebra do jejum – em suas casas. Hotéis também passam a oferecer pacotes para o Iftar;

- Todas as baladas ficam fechadas. É proibido qualquer tipo de música ao vivo. Venda de álcool também é proibida;

- Já que não há “Baladas”, a “balada” passa a ser nas casas de shisha: amigos se reúnem para passar horas fumando shisha.

- Para quem não é muçulmano, a princípio o ambiente durante o dia fica hostil: recomendação expressa na empresa para não se comer, beber água, fumar ou fazer sexo em público e no recinto do trabalho. Resta uma cozinha de 2 m quadrados para que todos bebam suas águas e façam suas refeições. Sexo ali também não é permitido. Restaurantes fecham, e os que ficam abertos, ficam de portas fechadas, com cortinas grossas fechando as janelas;

- Recomenda-se mais discrição no vestuário: não sair de bermudas ou camisas regatas, e para mulheres, cobrir os ombros e vestir vestidos mais longos. Aqui o povo ainda releva, mas dizem que na Arábia Saudita “o bicho pega”;

- É engraçado e constrangedor comer nessas condições: um rapaz aqui definiu bem a situação, quando no final-de-semana foram a um fast-food: só se vendia comida para viagem. Eles comeram então dentro do carro, perto da praia. “Parecia que a gente estava usando drogas escondido! Comendo e olhando pros lados pra ver se alguém via”

- A jornada de trabalho se reduz de 8h para 6h. Na empresa, saiu uma circular bem peculiar: “a jornada de trabalho reduz-se para 6h, mas pedimos atenção para o fato que os prazos se mantêm...” Simpático, não? Continuo trabalhando mais de 8h...

Um comentário:

veri disse...

hahaahahahha!
Vamos mandar a Cicarelli praí?