31.3.07

Ateístas, graças a ...


Hoje por aqui é feriado e ontem foi lei seca: aniversário de nascimento do profeta. Em um momento em que só se fala na visita do papa ao Brasil e do rabino preso por suspeita de furto, fica aqui como um contra-ponto Traité d'athéologie, de Michel Onfray (não encontrei nenhuma tradução para o português).

Tem ateu que não gostou do livro. Seguem algumas passagens:

Sobre a democracia:

Toda teocracia torna impossível a democracia.


Quando leio a frase acima, só consigo pensar nos bispos deputados e senadores, nas concessões de rádio e TV para os mesmos bispos e para a própria igreja católica, e para o lucrativo negócio que se tornou a religião no Brasil: um empreendimento sem riscos, sem leis e sem tributação... e ai do infiel que for contra!

Sobre a circuncisão:

(...) a exposição permanente ao atrito com os tecidos age de maneira abrasiva sobre a pele que se resseca e perde a sensibilidade. O desaparecimento desta superfície e o desaparecimento da lubrificação suprimem o conforto sexual para ambos os parceiros.


Na contra-capa do livro, reproduz-se a seguinte passagem:

Os três monoteísmos, animados por um mesmo impulso de morte genealógica, dividem uma série de desprezos idênticos: ódio à razão e à inteligência; ódio à liberdade; ódio a todos os livros em nome de um único; ódio à vida; ódio à sexualidade, às mulheres e ao prazer; ódio ao feminino; ódio aos corpos, aos desejos e aos impulsos. Em vez de tudo isso, judaísmo, cristianismo e islã defendem: a fé e a crença, obediência e submissão, o gosto pela morte e paixão pelo além, o anjo assexuado e a castidade, a virgindade e a fidelidade monogâmica, a esposa e o marido, a alma e o espírito. (...)


Bom, tem outras passagens interessantes, mas fica para quem o ler.

3 comentários:

Anônimo disse...

bem. creio q os ateistas nao sao contra Deus. isso eh mais como uma valvula de escape, uma fuga, uma maneira de extravazar a raiva contra esses politicos safados(classe esta que estao incluidos muitos bispos, padres, pastores, etc) e os que tomam a dianteira na maioria das igrejas amealhando muitos fiéis e brincando com a fé destes. mas Deus existe...até os ateístas creem nisso...

iglou disse...

Anarquistas, graças a Deus. Essa é a analogia.
Outra expressão congelada é: sou ateu, graças a Deus.
Ateu que é ateísta não está nem aí pra Deus, essa é que é a verdade. Ateístas não precisam depositar suas crenças/fé em Deus e pronto. Daí que se pode dizer que os maiores teólogos são ateístas. O homem estuda teologia, mas não necessariamente acredita na entidade que estuda. Quem disse isso foi o meu pai, que é pastor.

Fabio disse...

Onfray é muito bom!!!

Esse livro ainda não tem em português, mas logo será traduzido. Um dos meus professores de filosofia, o Piva, é "amigo" do Onfray.

Veja um artigo que ele escreveu numa revista de divulgação de filosofia...
http://www.discutindofilosofia.com.br/reportefilo6religiao.asp

Ateísmo militante: isso é ótimo. Eu, ateu de carteirinha, já sofri muito preconceito com com desta crença na inexistência de deus.

Abraços!