17.1.07

Way back home

Ando 7 km na direção da divisa com Omã à 40 km/h. A paisagem é bonita, mas... não. Paro, viro a bicicleta e volto, agora a 20 km/h, contra o vento frio que corta e entope o nariz. Preguiça. Polegar direito na narina direita e:

- Fráááááásssss!!! – pronto, saiu tudo. Mais uma checagem e ótimo, não caiu nada na minha blusa ou em minhas malas. Dedão esquerdo na narina esquerda e:

- Fráááááássss!!! – agora caiu um pouco na minha perna. É só passar o dedo e fazer um estilingue. Tudo limpo novamente. Pra secar, mão no areião da beira da estrada.

Para onde ir... de repente, um pelotão de ciclistas:

- Is it the group from Wolfi’s bike, Dubai?
- Yes, it is! Join us!

Mas não dá pra acompanhar. Eles estão leves e na primeira subida o pelotão se foi, mantendo 35 km/h na subida. E fiquei ali no meio da estrada montanhosa subindo calmamente aquela subida. Subida não, parede. Paro e como uma banana que sobrou do dia anterior. Está pastosa, quase marrom... mas está docinha, geladinha, boa. Ando mais 10 km, 20 km... hoje é 31... uma outra subida que desemboca em uma longa descida que após uma outra curva vira outra subida novamente... o mesmo pensamento: o que há depois da curva? E após a curva, uma outra curva, e mais montanhas, e um silêncio tão silencioso que se ouve o coração bater. Silêncio de mar de montanhas vazias, montanhas de pedras, apenas pedras, apenas cortado por um carro que vem ou vai ou pelo movimento invisível do ar frio que uiva ao encontrar a montanha... penso... penso... penso... e não chego a nenhuma conclusão.

Quer saber? Isso aqui até está divertido, mas não quero passar o reveillon sozinho. Espanto: enfim, uma conclusão, que saiu assim, como uma balança em equilíbrio e que sem nenhuma explicação plausível pende para um dos lados e tomba. Virei a bike e voltei pra Dubai. 170 km com vento-contra. Fui porque quis e voltei. O mais importante: porque quis. Vida simples: pequenas decisões, erradas ou não, mas decisões tomadas, decisões cumpridas. Ainda volto até aqui pedalando, mas em outro momento.

4 comentários:

Anônimo disse...

Essa parte da limpeza do nariz poderia ficar oculta.
Conte só coisas belas como foi o seu passeio......

Mamis

Anônimo disse...

Desculpe Sra Luisao, mas eu me caguei de rir aqui hahah!

Carlos Eduardo Zorzin disse...

A parte "virei a bike e voltei para Dubai" me fez lembrar de Forrest Gump, que, de repente, desiste de correr pela América.

Ah... E não parei de atualizar o meu blog não. É que preferi aproveitar o tempo que estive no Brasil para ficar com a família/amigos. Agora que estou de volta à solidão, vou ter tempo de sobra para atualizá-lo.

Feliz 2007!

Abraço,
Carlos.

Daniel disse...

A parte da limpeza do nariz foi a mais engraçada...

Boa !!!

Continue assim !!!