31.1.08

Recomendações para mulheres

Caras leitoras:

Muitas vezes, reclamo e faço piadas com a distância nas relações homem x mulher por estas terras, principalmente se comparadas a sociedades como a brasileira.

Muitas leitoras perguntam: “é perigoso para mulheres?” Olhando nos históricos, verá que quase sempre tento evitar pintar um cenário negativo, estragar sonhos e apelo para o bom-senso. “Venha, mas use o bom-senso”.

Constato, porém, que esta recomendação apenas não basta, simplesmente porque o tal do bom-senso varia de uma cultura para outra. Simplesmente porque há ao menos duas Dubais: uma moderna, tolerante, progressista, que recebe de braços abertos estrangeiros e idéias de todo o mundo, que acredita na igualdade entre os sexos e que vê com naturalidade a independência feminina; e outra arcaica, intolerante e machista, que nutre um sentimento de inferioridade pelo sexo feminino. E nunca se sabe em qual delas se está.

O principal objetivo destas recomendações não é apenas evitar ofensas à cultura ou mal-entendidos decorrentes do choque destas várias cidades, mas principalmente reduzir as chances de ocorrência do principal crime contra a mulher por estas terras. Existe sim um compromentimento das autoridades para punir de maneira exemplar esses casos de abuso, mas se é possível evitar, melhor.

Mulheres novas ou maduras, solteiras ou casadas, seguem aqui as recomendações. Peço encarecidamente que as levem à sério:

- evite realizar atividades cotidianas que impliquem em estar a sós com um homem desconhecido. Exemplos: tomar taxis a sós para locais distantes ou durante a noite, visitas à imóveis para alugar, escritórios ou consultórios. Para esses casos, traga sempre a companhia de um amigo de confiança ou parente homem;

- se a companhia de um amigo homem não for possível, alguns cuidados são necessários:

* ao tomar um taxi, sempre anote o número do taxi. Pergunte o mesmo ao taxista para torná-lo ciente;

* ao realizar visitas, deixem pessoas próximas avisadas do seu paradeiro: hora e local de visita, e horário de retorno. Peça para estas pessoas entrar em contato caso você não retorne à ligação;

* utilize roupas modestas e discretas e que cubram as curvas. Nada de saias curtas, decotes e/ou excesso de maquiagens;

* durante o percurso, evite intimidades com o estranho;

- ao sair da balada, não aceite caronas de vagos conhecidos;

- não aceite convites para ir ao deserto ou festas, a não ser que esteja em um grupo que inclua amigos (ou maridos) homens;

- ande sempre com um celular carregado;

- possua sempre em mãos os números dos consulados e embaixadas de seu país. Certifique-se da existência de um número de emergência;

- se estiver só e perdida, ou com carro quebrado em local desabitado, evite pedir ajuda a desconhecidos, nem mesmo a autoridades. Ligue primeiro para um homem de confiança;

- Em caso de emergências, não hesite em ligar para a embaixada de seu país;

- Se você sofreu algum tipo de agressão, não vá sozinha à polícia: vá sempre na companhia de marido, amigo homem e se possível, de um agente consular.

Estas recomendações podem parecer um tanto exageradas, mas prefiro assim a dizer “não venha”, ou pior, a dizer “venha tranqüila”. Seguindo-as, e principalmente entendendo a razão por detrás de cada uma delas, você evitará muitas dores-de-cabeça.

Por hoje é só. Se isso ajudar a algumas de vocês a não entrar em uma roubada, já fico feliz.

8 comentários:

Anônimo disse...

É ISSO AI.TEMOS Q AGIR EXATAMENTE ASSIM.
SAO VALIOSAS SUAS INFORMAÇÕES, ESTOU AQUI HÁ 3 TEMPORADAS E SEMPRE TENHO RECEIO DE SAIR SOZINHA E FAZER AS DEMAIS COISAS DESCRITAS, AS VEZES UMA BRASUCA ME DIZ VOCE PODE, AQUI ESTÁ MAIS ABERTO E TALS...MAIS AINDA TENHO MEDO.

SEU SITE É 10!
PARABÉNS!

MARISA BUENO - MORANDO EM MORBHAH ( PROX, FUJEIRAH )

marcus scurti disse...

marisa voce pode me passar um @mail, estou interessado em saber como funcionam as coisas por ai estou interessado em vender alguns produto e devo ir ate ai para conhcer o mercado em abril deste ano, como nao conheco ninguem se voce puder me ajudar seria muito grato,sou de belem-pa, meu nome e marcus scurti - @mail mrscurti@hotmail.com

marcus scurti disse...

sheik, gostaria de sua ajuda estou indo para conhecer o mercado, e verificar como colocar nossos produtos no mercado arabe, temos agua mineral, produtos de beleza feminino cremes, oleos, perfumes , etc... e tambem parte de alimentos, qual seria o melhor caminho, o o sr me indicaria por onde comecar a fazer os contatos, poderia ir direto a supermercados por exemplo e se sim como entrar sem me conhecerem e sem indicacao,

atencioamente,

marcus scurti

Anônimo disse...

Poderia me informar se ha mercado para recem formados em medicia, quanto e a remuneracao e tudo mais...tenho ideia de ir com a minha familia para Dubai mas estou com duvida que possa ser um bom negocio, especialmente para um comeco de vida.
um abraco

La Dubaiana disse...

Adorei esse post!
Ta muito certo!!
Beijos

Anônimo disse...

Prezado sheik:

Estou muito preocupado pois uma de minhas filhas é dançarina (dança do ventre)e se inscreveu num site que contrata belly dancers brasileiras para trabalhar nos Emirados Árabes, ganhando 2600 dólares. Ela está cheia de sonhos, "investindo" quase tudo que ganha em seu trabalho para cumprir as exigências deles.
Por favor, como é a vida aí para essas meninas? É seguro?.
Agradeço tudo o que puder me dizer.
Parabéns pelo BLOG!
Abraços.

Anônimo disse...

Olá sheik!
Eu e o meu namorado estamos pensando em nos inscrever para trabalhar na rede Jumeriah, mas mesmo com as dicas ainda fiquei meio receiosa de tentar qualquer coisa.
Tem mais alguma dica?
Muito obrigada!

Anônimo disse...

Olá sheik!
Eu e o meu namorado estamos pensando em nos inscrever para trabalhar na rede Jumeriah, mas mesmo com as dicas ainda fiquei meio receiosa de tentar qualquer coisa.
Tem mais alguma dica?
Pode mandar para o meu e-mail: dedeia23@hotmail.com
Muito obrigada!