6.6.08

"A morte de um sheikh?!" ou "Em busca de Passárgada"

Paris, 06 de junho de 2008



(repare leitor, já começo este post arrotando caviar. O que escrevo abaixo deve ser importante...)



Caro leitor,


Lendo agora o título acima, penso que é forte e desmedido: talvez eu o mude para "O exílio de um Sheikh", pois é o que de fato ocorreu.

Sim, leitor: fugi às pressas de Dubai, apenas com alguns alforjes e um camelo. Viagem longa: da despedida em Dubai foram muitos dias de viagem até aqui chegar:



... de barco até Bandar Lengeh (Irã)...



... de ônibus até Shiraz com temperaturas acima de 45 graus ...



... de camelo atravessei planícies agrícolas, montanhas e desertos...




... até chegar em Isfahan, a cidade mais bonita da Pérsia:





E como cheguei até aqui? Longa história, leitor. Você é demasiado curioso.





Fuga, mas também um período de imersão. Imersão na hospitalidade persa.




Imersão em reflexões sobre o tempo e sobre a brevidade de nossa existência, seja como indivíduo, seja como nação, nas ruínas de Persépolis, Passárgada, Nagh-e-Rostam...





Repare no guarda tirando catota do nariz ao lado da coluna onde está escrito "Eu sou Ciro, Rei da Pérsia", em Passárgada. O guarda ali e eu aqui, tentando entender Manuel Bandeira...

Durante esse período refleti muito sobre o novo papel desse blog. Dei cabeçadas na parede. Enfiei farpas de palha sob minhas unhas. Lixei meus dentes nas pedras das ruínas. Pedalei em subidas com sol quente, em planícies com vento-contra. Fiz cocô em latrinas e limpei com o dedo.

Acalme-se, leitor. Este blog continua a ser redigido em meu exílio. Era assim na década de 70 no Brasil, né? Cantores cansavam de lutar contra o regime e se exilavam em Paris, Londres... que luxo.

Que luxo? Quem já foi rei, nunca perde a majestade. Confesso que estou ainda muito triste: estou com uma saudade enorme da quantidade de homens de Dubai, do aperto nos elevadores da Shatta Tower. Do barulho constante dos aparelhos de ar-condicionado. Mas aí tomo um café, como uma baguete, vejo meninas pedalando pelas ruas... e ela logo passa.

Não me entenda mal: minha intenção não é lutar contra o regime. Não quero mudar o mundo. Esta nova fase deste blog não é uma fase de revanche, o que importa é o amor. Dias atrás um rapaz aqui me abordou:

Dubai?! Por que é que você saiu de lá? Dubai é lindo! Dubai é um paraíso! Eu vi na TV!


Esse comentário entrou pelos meus ouvidos como um pão seco descendo pela garganta, sem água. Veja bem...

... é como eu disse: não quero mudar o mundo. Continuarei dando dicas até que elas se esgotem por si só, tornem-se antigas. A diferença é que agora o faço apenas com um pouquinho mais de liberdade, menos temores.

E o ex-sheikh aqui ficará feliz se a leitura deste blog (e de todo o histórico aqui acumulado em quase 2 anos) ajude a reduzir a distância entre as (enormes) expectativas de quem vê Dubai pela TV e de quem chega na cidade para morar. E que cada um consiga encontrar a sua Passárgada, inclusive eu.

É isso. Beijos e abraços de um ex-sheik.

Luís

12 comentários:

Alex disse...

Então... acabaram as mil e uma noites de Dubai???

iglou disse...

Há! Uma Velotraum!!! Parabéns pela cicloviagem. Imagino que as condições das estradas, escassez de sombra e temperatura elevada não tenham sido agradáveis.
Qual é o pulo de Isfahan a Paris?

Daniela disse...

تحيات
Querido Sheik Luis...Conheci seu blog esses dias e adorei, continue postando pois é muito legal aprender sobre a cultura e costumes de outros países!!! Vc saiu mesmo de Dubai??? Pq eu sempre penso que vc está brincando???rrsss.......e o título do Blog será Isfahan F.C. ???? Quantas dúvidas para uma pobre plebeia!!! rsrsrs.....
Bjs de São Paulo!!!

Mark disse...

Sheik, eu preciso de um emprego urgente em Dubai. Não sei fazer nada, sou preguiçoso e quero ficar muito rico. Ajuda aí, pô!

Abraço!
Mark Shimoide
(mande notícias, caraleo)

Lord Mike disse...

Sheikh.

Venho por este meio sugerir a inversão do sentido dos vectores: agora Sua Ex-Magestade pode começar a dar conselhos sobre como SAIR do Dubai. Como sabe há muita gente que quer SAIR daqui e não tem condições para isso.

Força aí na terra das baguetes, do socialismo e das mulheres sem escrupulos.

Abraço

Ghisi disse...

inversão do sentido dos vectores la na minha terra tem um outro nome .... sera que o sheik tomou esse caminho ????

Matiello disse...

Ao começar a escrever este comentário, pensei em escrever diversas coisas...

- Algo engraçado.... Hum... NÃO. Muito tonto.

- Algum trocadilho do sheik em Paris... Hum... Não também... Mais tonto ainda.

- Palavras de amor e carinho... NÃO. Muito GAY! (Não que eu tenha alguma coisa contra. Cada 1, Cada 1, e vice-versa)

O que me resta neste momento é algo simples e honesto:

- Luisão, Sheik ou Não, Em cima da bike e com a mão no coração, Num café de Paris comendo um belo pão, Desejo mulheres lindas que chupem o seu dedão (Mesmo não sendo a festa de São João). Um Abração.

Cara, falando sério, boa sorte nesta nova empreitada. Saudades e um Grande abraço de seu amigo Flavião.

Anônimo disse...

Eh isso ai seu Sheikh!
vc acabou de fazer oq eu tb estava planejando.... sair correndo de Dubai, pq eh essa a minha vontade de vez enquando.... p as pessoas q querem vir p ca eu digo: vale a pena a experiencia, porem a gente nunca se sente realmente "em casa" morando aqui! nao no nosso estilo brasileiro! oq faz muuuita falta!
Sou comissaria da Emirates e to aqui em Dubai ja fazem dois anos!
Admiro seu blog por tudo oq vc escreve pq eh tudo q eu gostaria de contar p a minha familia e amigos, mas como vc tem literalmente o dom de escrever, e na minha opiniao escreve muito bem - ate parece Machado de Assis - estou divulgando o seu blog p todos q querem saber mais sobre Dubai... assim me poupa de falar muito... hahaha!!!
Alias o sua alteza deve muito bem conhecer os brasileiros da Emirates e pelo oq eu vi conhece o maluco do Julio Calegari, e quem nao conhece essa figura?
Te desejo boa sorte em qualquer lugar do mundo q vc estiver, pq eh isso q eu desejo p mim mesma tb! hehe
q Ala nos proteja!
e nao pare de compartilhar as suas experiencias pq sao o maximo!

beijao, Debora

Zepps disse...

Luisão, boa sorte no novo caminho que escolheu! E continue a escrever, porque o lugar não faz a diferença, mas as pessoas fazem...

Grande Abraço!

PS. Chorei de rir com o post do Flavião

Anônimo disse...

Grande Luisão!

Fiquei sabendo pela mãe do Gnomo que você respiraria outros ares.

Mantenha este blog no ar!

Desejo sucesso na nova empreitada.

Achei o máximo a viagem de bike (mesmo ficando óbvio que você não trilhou Km a Km com ela)!

Quando vier ao Brasil me avise para nos encontrarmos!

Um forte abraço!

Jocimar!

jorge henrique disse...

Oi Luis, estava eu aqui em casa em Campinas, de férias pensando na vida, pensando em ir pra bem longe e vagando pela internet vejo uma matéria no terra sobre as tranformaçoes que estao acontecendo em Dubai. Pronto resolvo procurar um emprego em Dubai e aparece seu Blog.
Olha curti demais seus post, inteligentes e muito esclarecedores, afinal, estamos vendo tudo de longe, sobre a óptica das mídias e ai se viu né, tudo parece maravilhoso!!!! rsrsrsr
Mas deixo aqui meus parabens, adorei seu blog.
É isso aí, muito inteligente!!!

Dani disse...

Olá Pessoal!
Somos brasileiros que moramos em Dubai,tem muitas comunidades no Orkut, mas nós somos a única comunidade de brasileiros moradores, e pra quem quiser informacoes sobre o país, estamos no Orkut.

Participe da comunidade:

BRASILEIROS EM DUBAI_OFICAL (aquela com a foto da bandeira dos 2 países , Brasil-Dubai)

http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=40338867